Início > Histórias de Pedal > 2011.08.10 – Vinte anos de pedal

2011.08.10 – Vinte anos de pedal


No Minhocão há dez anos (2001) - Quase nada mudou, talvez a bicicleta: a GT tinha suspensão na época.

Pedalando com o Sampa Bikers (2000) - Época de muitas trilhas

Pedal até a Estrada Velha de Santos com a turma de São Caetano - Tinham acabado de colocar a cerca, antes dava para ir até a Casa de Pedra. Ah, veja o cachorro: estava por lá perdido...

No Japão, em frente ao Castelo de Kiyosu (10-ago-1991), há exatos 20 anos. O Castelo de Kiyosu foi usado como base pelo senhor feudal Oda Nobunaga que chegou a conquistar um terço dos feudos do Japão antes da unificação (fonte:Wikipedia).

Rodovia para Nagoya (10-ago-1991). Observe o trânsito invertido, os volantes dos carros ficam no lado direito

Fosso do Castelo de Okazaki (11-ago-1991) - Nesse castelo, antes da reconstrução, nasceu o famoso Xogun Tokugawa Ieyasu em 1543

Todos os rios por onde passei no Japão eram limpos, com peixes (12-ago-1991). Nada de lixo, nada de poluição.

Zona rural próximo a Motojuku (12-ago-1991). Tranquilidade e segurança total.

O pescador gentil me acolheu, fez até almoço para mim (12-ago-1991). Obrigado, esteja bem.

Hoje faz vinte anos desde o dia em que saí em viagem de 4 dias pelo Japão. Guardei essa data como marco simplesmente porque tenho fotos datadas dessa época. Quando comprei minha primeira Mountain Bike – uma Panasonic – o que achei mais incrível era que podia subir pelas passarelas de pedestres sem nenhum esforço. Logo descobri que essa bicicleta não tinha limites nem de terreno nem de distância e ela se tornou inseparável: com ela eu ia trabalhar, deixava na estação de trem quando ia mais longe, explorava as cidades e as regiões mais afastadas.

Nesses 20 anos sofri apenas um pequeno acidente: atropelei uma senhora recentemente no meio da rua numa indecisão de ambos. Acompanhei-a para casa e tudo acabou bem.

Mas os sustos foram muitos:  várias fechadas perigosas de carros, umas três portas abertas de repente, um moleque puxando minha bicicleta para roubar. Nas trilhas, sustos com cachorros enormes e vacas. Eu costumava pedalar sozinho pelas trilhas, uma prática que não recomendo.

Nesse período parei de pedalar por alguns anos – a ponto de deixar a bike enferrujar no relento – porque o dia-a-dia ficou muito irregular no trabalho e em casa. Mas realmente não precisava ter parado, bastava ter diminuido e pedalado sempre que possível. Faltou cabeça…

Meu desempenho como ciclista melhorou apesar da idade, como consequência de conhecimento em ajustes, melhor técnica de pedal e um treino mais regular. A quilometragem semanal também aumentou, mas acredito que seja porque tenho andado mais no asfalto.

Daqui para frente, vou ver se coloco uma página de aniversário a cada dez anos, pois vinte realmente é uma eternidade.

Um abraço.

Anúncios
Categorias:Histórias de Pedal
  1. Paulo Stollar
    agosto 10, 2011 às 9:04 am

    São estas Histórias que deixaremos…o resto são outras estórias…

  2. mauricio
    agosto 10, 2011 às 9:51 am

    ola paulo , muito legal essa historia abraço. gostei mesmo

  3. Marcelo V. Castelucci
    agosto 10, 2011 às 11:43 am

    “Vinte anos de pedal”. Isso é nome de livro. Já pensou nisso?
    Parabéns!

  4. agosto 15, 2011 às 8:22 am

    Oi, Paulo.

    Achei muito legal as fotos que voce postou de quando esteve no Japão.
    Voce parece um molequinho, tbém já se passaram 20 anos.
    Parabéns pelos 20 anos pedalando!!!!!

    Silvia

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: