Início > Técnica > Quanto dura um Cassette?

Quanto dura um Cassette?


Engrenagem com 8.500 km à esquerda e engrenagem nova à direita

1) Quanto dura um Cassette? O desgaste depende de muitos fatores obviamente mas veja a foto: a engrenagem da esquerda tem 8.500 km. Consegue dizer visualmente onde está o desgaste? Essa engrenagem de cassette é de speed e portanto dura bem mais que o de Mountain Bike que roda em trilha. Mas após toda essa quilometragem, não consegui achar diferença visual, mesmo colocando uma engrenagem sobre a outra. Comparando as outras engrenagens, não consegui ver grandes desgastes também. Isso me leva a concluir que um cassette da forma que eu utilizo deve durar mais que 10.000 km sem problema. Mas para conseguir essa durabilidade, troquei as correntes na hora certa  e já estou na terceira corrente para esse mesmo cassette.

2) Quando é hora de substituir o cassette?

Os critérios são três:

a) Quando você substitui a corrente por uma nova e ela “pula” dentes quando você pedala.

b) Análise visual: se os dentes estiverem pontudos, as engrenagens finas ou o espaço entre os dentes aumentados por desgaste.

c) Ferramenta para medir desgaste de cassette: A rohloff fabrica a ferramenta  HG-CHECK para ver se a corrente vai pular nas engrenagens dos cassettes Shimano, ou se existe excessivo desgaste. Essa ferramenta é útil em uma oficina, pois permite verificar as engrenagens sem sair com a bike, calmamente em uma bancada. Isso aumenta a precisão na manutenção e ganha-se tempo. A ferramenta é bem bolada e acredito que o seu desenvolvimento tenha sido intuitivo, pois é semelhante ao teste empírico que eu mesmo realizo nos cassettes, ou seja, coloco uma corrente nova nela e comparo com o comportamento em um cassette novo para ver a diferença. Essa ferramenta permite dois tipos de verificação: um teste para ver se a corrente salta e um outro para ver se os dentes estão afastados demais por desgaste.

Note que alguns critérios são subjetivos, como o da análise visual. O correto é substituir caso perceba qualquer desgaste visualmente. Isso porque um cassette assim já rodou muito, e com certeza existe no mínimo alguma folga no funcionamento que já é perceptível por um biker atento.

Um abraço

Categorias:Técnica
  1. Fabio
    maio 15, 2012 às 10:07 pm

    Olá Paulo ! Você quem faz esta manutenção ? Se sim, quanto demora e qual o grau de dificuldade ? Troca-se todas ou somente as mais desgastadas ?

    Abraço

  2. maio 16, 2012 às 8:25 am

    Olá Fabio, eu mesmo faço. Considero a troca de cassette uma manutenção fácil. Demoro uns 10 minutos para trocar mas normalmente o maior tempo é para limpar a catraca para avaliaçao. É preciso duas ferramentas especiais: uma delas é grande, e é para segurar a catraca para não girar. A outra é uma ponteira de ferramenta especial para tirar a porca que segura o cassette. Essa ponteira pode ser girada com uma chave inglesa ou fixa. Os cassettes Shimano ou SRAM são trocados todos de uma vez. Tenho a impressão de já ter visto venderem uma ou outra engrenagem, especialmente para os XTR e Dura-Ace que têm entrenagens em titânio e são caros. Mas é raro isso, em uma pesquisa hoje não encontrei. De qualquer modo, existe esse problema da avaliação de cada engrenagem que é bem complicado. Além disso, as engrenagens maiores no Shimano por exemplo são ligadas umas às outras e não são desmontáveis. Um abraço.

  3. CONDE TERRANOVA
    fevereiro 20, 2014 às 10:06 pm

    Detalhe; a corrente pula em muitos casos mesmo com a k7 nova e tudo novo, leva um tempo pra ela assentar.. Então é comum ela pular com a k7 usada e a corrente nova, pouco depois ela para, a relação so se troca se após uns 100km ela nao parar de pular,

    • fevereiro 22, 2014 às 5:02 pm

      Olá Conde, é exatamente como você fala mas só se a corrente não for trocada no prazo. Se você trocar a corrente dentro dos 1% de desgaste medidos na ferramenta, normalmente não acontece de a corrente pular na hora da troca. Esse meu cassette da foto ainda está comigo, na minha quarta corrente, e nunca pulou na hora da troca. Para sua curiosidade, existe uma ferramenta que permite verificar o cassette antes do ciclista sair pedalando e pulando com a corrente, de forma mais científica. Já pensou, um ciclista profissional sair pedalando com a corrente pulando? Escreva sempre, um abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: